A receita para a felicidade

 Para que serve uma receita? Hoje, refletindo sobre o tema, cheguei à conclusão de que é um orientativo para os primeiros passos, quando não se sabe fazer aquilo que estamos nos propondo a fazer pela primeira vez. Talvez seja consultada uma segunda, uma terceira vez, para ver se realmente fizemos a "coisa certa". Mas reflita comigo: o que vem a ser a coisa certa?

Suponhamos que você invente de fazer um ovo cozido, para usar uma receita simples (que eu faço quase todos os dias, inclusive). Quais são os ingredientes? Água, ovo, sal. Você também vai precisar, se fizer como eu, de um recipiente para colocar a água, um fogão, uma colher e uma caneca.

Então, se fosse eu fazendo, talvez eu escrevesse a seguinte receita: Coloque um pouco de água no fundo da vasilha (o suficiente para cobrir os ovos), e leve ao fogo até a água começar a ferver. Coloque os ovos na vasilha usando a colher, com cuidado para não quebrar os ovos, e deixe aproximadamente por mais quatro minutos e meio. Apague o fogo e retire a vasilha, use a colher para quebrar levemente a casca dos ovos (embaixo da água para resfriar e não queimar a mão), e tire a casca o suficiente para conseguir tirar o ovo e colocar na caneca. Coloque sal a gosto, mexa e coma.

Essa receita seria a "coisa certa" do André. A primeira pergunta que lhe faço é: você é o André? Mesmo que tenha o mesmo nome, a resposta é não. Outro ponto importante é que, se usar ovos brancos ou vermelhos, o tempo de fervura vai diferir. Além disso, a quantidade de água e o ponto do ovo que eu gosto, pode não ser o seu. Ou seja, por mais que a minha receita possa lhe orientar nos primeiros passos, se você quiser se agradar, fazer do jeito que seja bom para você, inevitavelmente vai ter que desenvolver a sua própria receita.

Quando se fala sobre felicidade, somos educados desde cedo com a receita dos outros, o que faz com que muita gente não esteja conseguindo achar a sua receita. Dei uma dica ao meu filho mais velho hoje, enquanto conversávamos sobre isso, de buscar o sabor mais equilibrado para ele.

Isso significa que o ponto, a quantidade de sal, o tempo, a quantidade de ovos, vai variar entre nós e, por isso, sempre que eu lhe disser que a minha receita é o único caminho, estarei lhe educando errado.

Se isso é verdade para uma simples receita, porque não seria verdade para a vida? Talvez você tenha ouvido que não é capaz, que não poderia ter muito dinheiro, que não poderia empreender, que não poderia fazer mais de uma coisa ou ter mais de uma profissão.

Talvez a receita que você tenha recebido, tenha podado a sua capacidade criativa, tenha lhe ensinado que você não poderia seguir seus sonhos, porque seus sonhos não estavam listados nos ingredientes da "receita correta".

Estou aqui hoje para lhe dizer que você só precisa sentir o sabor, entender quais ingredientes está usando, tirar ou colocar algum, temperar mais ou menos um ou outro, até que você ache o equilíbrio da sua receita, e possa fazer a sua vida mais saborosa, para você.

Não importa como foi ou será para os outros, porque a receita deles, é deles, não sua. Todos os dias, será um diálogo de você contra você, e cabe a você, então, sentir o sabor, ajustar a sua receita, e saborear, como melhor lhe apetecer, os frutos da sua criação. Isto lhe trará felicidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça valer a pena

Força interior

Para as minhas mães!