Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2007

Potencial

Dizem que temos capacidade para sermos perfeitos, apesar de ainda estarmos bem longe disto. Interessante é analisar, entretanto, que se temos o potencial, podemos empreender, desde que removamos os entraves que nos impedem de exercer nossa força máxima. Quantos grandes da humanidade começaram pequenos e desconhecidos mesmo enquanto estavam vivos.

Imagine o melhor carro de corrida, o melhor instrumento para desenho, as melhores ferramentas. O que será tudo isto sem um ótimo piloto, artista ou o melhor em sua área para utilizá-las? Potencial implica em uma possibilidade de se exercer algo, de se desempenhar uma função da melhor forma possível, mas requer preparo.

Nunca ouvi falar de algum ótimo atleta que nunca tenha treinado. Muito pelo contrário, passam horas todos os dias aperfeiçoando seus movimentos, sua respiração, otimizando o conjunto para que ele possa atingir o máximo do seu potencial, posso alcançar o melhor de si mesmo.

Assim somos nós; todos! Somos ótimos artistas, ótimos orad…

Detalhes

Quando olhamos um passarinho empalhado, parece-nos faltar alguma coisa, como se o normal não fosse ele ser daquele jeito; realmente não é. Falta-lhe o canto, o movimento, a delicadeza que só surge quando demonstra vida. Curiosamente nunca faríamos esta análise se o víssemos em seu habitat natural, voando e cantando todo contente.

Algumas coisas nos passam despercebidas, porque nos acostumamos a olhar o quadro inteiro, a obra completa, sem nos atermos às características individuais que lhe compõem. Aos que já tiveram a curiosidade de parar na rua e observar alguém pintando um quadro, um azulejo, possivelmente ficou a admiração de que um amontoado seqüêncial e aleatório de traços possa ter formado uma paisagem tão bela!

Os detalhes são pontos isolados que formam o conjunto. Sozinhos talvez não tenham tanta importância mas, assim como o passarinho sem canto, experimente fazer o homem sem sentimento. Cria-se, assim, seres incompletos, que passam o tempo destinado a criar fazendo coisas alea…

Passageiros

Diz-se que um jovem uma vez subiu uma montanha para tirar suas dúvidas com um velho sábio que vivia em um casebre em seu topo. Ao entrar na casinha o jovem se admirou com a simplicidade do lugar, que possuía apenas uma cama cujo colchão era de palha, uma mesa, alguns livros e uma estante. Tiradas todas as suas dúvidas, o jovem questionou ao velho sobre o lugar, não entendendo como alguém com tanto conhecimento poderia ter tão poucas coisas.

O velho, em sua tranquilidade, respondeu ao jovem apontando à sua mochila, dizendo-o que ele também possuia somente ela; somente poucas coisas. O jovem então lhe disse que estava somente de passagem, por isto tinha apenas a mochila. E o velho lhe disse: "pois é, eu também".

Assim somos nós: passageiros. O tempo que ficamos aqui pode ser utilizado para várias coisas, sejam elas tirar curiosidades sobre assuntos sem importância, acumular pertences temporários ou realmente compreender as coisas. Entretanto, a exemplo do que dizem os pais sobre…

Luz

Claridade, direção, conhecimento; são várias as interpretações do termo, notadamente em nosso rico catálogo de sinônimos denominado lingua portuguesa! Aqui tentarei direcioná-lo para algo próximo de esclarecimento, principalmente ligando-o à nossa temporária jornada na Terra. Neste aspecto, assume um direcionamento por vezes religioso, mas, neste caso, tentarei me manter distante de ideologias, visto ser assunto de longos diálogos e exposições filosóficas altamente parciais, tão desnecessárias para a sincera e producente reflexão sobre as coisas do mundo.

Antes que me crucifiquem pela última opinião, acho prudente esclarecer que, agora sob o meu ponto de vista, para mim uma reflexão realmente construtiva e produtiva deve ser feita livre de preconceitos, distante de doutrinas massificantes, que têm por intenção convencer o maior número de pessoas, sem que para isto elas precisem pensar. Acho o direcionamento de massa algo prejudicial não somente ao indivíduo, mas a toda a sociedade.

Dito…

Caminhada

O primeiro passo e a jornada começa. Tal qual uma criança, ignorante sobre os detalhes da vida, seguimos deslumbrados, sem consciência de para onde vamos, porque vamos e quem nos acompanha, certos apenas de que o fim do caminho reserva uma recompensa boa.

A cada passo uma história, e vamos nos tornando mais sábios, entendendo melhor nós mesmos. Passamos a compreender que não apenas vamos pelo caminho, mas nos tornamos parte dele, compondo o sistema de influências que dá o ambiente necessário para que as flores cresçam, os animais sobrevivam e para que nossos companheiros de caminhada não se percam e não fiquem para trás. Eles também chegarão, mas os queremos perto.

Continuamos a conhecer o ambiente, mas vez ou outra aprendemos pela dor; espinhos desconhecidos, buracos imprevistos e animais, tão belos, verdadeiras feras que podem nos atrasar muito. Escolhemos pela curiosidade ou observação, pela experimentação indevida, inclusive do que já conhecemos, e assim vamos crescendo, sofrendo as…

Maturidade

Maturidade ou, modificando um pouco o termo, idade madura, pode ser definido como o estágio em que atingimos a consciência de como as coisas realmente são, com o entendimento necessário para que possamos usufruir de forma plena das coisas que o ambiente nos oferece. Parece-me, contudo, meio restrito, se verificado de forma simples que a maioria das pessoas restringe este saber às coisas fisicamente mensuráveis.

Uma pessoa muito querida me disse que a inocência das crianças é algo que inevitavelmente se perde, devido ao amadurecimento. Analisemos, entretanto, que muitas características das crianças são utilizadas como exemplos por profissionais de diversas áreas. Se quiser andar corretamente, observe uma criança caminhando; se pretender se tornar um pesquisador, "copie" a percepção e curiosidade das crianças.

O que define o tempo de uma idade madura, portanto, senão um conjunto relativo de melhorias, presentes no corpo, mente e espírito? À medida que nos desenvolvemos em toda a…

Motivos

Oportunidades surgem todos os dias, para que possamos escolher entre desenvolver projetos, sonhos novos e antigos, ou não. As mais variadas situações, que vão desde o primeiro passo e a primeira palavra de uma criança, até a decisão por coisas mais complexas e que exigem maturidade, responsabilidade e uma posição firme diante das conseqüências, como um matrimônio, a abertura de uma empresa ou a decisão de ser pai ou mãe.

Em grande parte destas ocasiões, nos deixamos levar pelas emoções, sem realmente refletirmos sobre os reais motivos que nos levam a tomar atitudes. Abrir uma empresa para realização pessoal ou apenas por dinheiro? Será que a empolgação inicial sobreviveria nos momentos difíceis? Começar um casamento por tesão e paixão não seria equivalente a iniciar uma trajetória mais árdua quando o tempo for implacável aos sentidos físicos?

Não nos preocupamos tanto com os motivos, as razões reais que nos levam a tomar atitudes. Na verdade o fazemos na maioria dos casos inconscienteme…

O nada

Este texto surge em homenagem a um comentário de um pesquisador brasileiro, cuja atividade infelizmente não é tão valorizada em nosso país. Espero que consiga atingir às suas expectativas.

O nada pressupõe a inexistência de qualquer coisa, inclusive de alguém para mensurá-lo, pois não há espaço, o que o mudaria para vazio, nem tão pouco ausência de matéria, o que o aproximaria do conceito de vácuo. Daí a compreensão, ou mesmo incompreensão, do que possa ser, pois não conseguimos materializar esta idéia.

Quando alguém menciona, por exemplo, "não estou pensando em nada", na verdade ocorre um equívoco quanto ao termo, visto que pensa na sua própria inexistência de pensamento. Parece algo meio abstrato mas, se pensarmos um pouco, o que seria o nada senão a completa abstração de tudo?

Devido ao conceito que temos das coisas, notadamente ligado ao materialismo, pode-se, de forma simplista, preconizar a inexistência do nada, pelo simples fato de que sempre haverá algo que o inviabiliz…

Perseverança

Existe um péssimo costume das pessoas em geral, que é o de achar que a vida dos outros é sempre mais fácil, gerando reclamações constantes que são utilizadas como desculpas para os diversos obstáculos que precisam ser enfrentados ao longo do caminho. Diante disto, torna-se fácil encontrar pessoas com projetos inacabados; e não me excluo da lista.

Não gosto muito de fazer referências a fatos religiosos, devido à polêmica que quase sempre surge disto, mas, vou utilizar-me de uma figura cuja história praticamente todos conhecem ou já ouviram pelo menos pedaços. Jesus Cristo veio à Terra para uma coisa simples: mostrar como as coisas devem ser feitas da forma correta. Parece simplista, mas não é. Com seus exemplos, mostrou à sua geração e às vindouras como devemos nos portar para sermos bem sucedidos como seres humanos.

Mas me perguntarão: como ele mostrou ser bem sucedido se morreu na cruz, desprezado e humilhado? Ele veio transmitir sua mensagem e a transmitiu; e ela continua ecoando pelo…

Pessoas

Em diversos aspectos somos únicos, notadamente no que diz respeito à consciência de nossa existência e a certeza de que somos responsáveis; por tudo. Mesmo o ambiente corporativo, dominado desde sempre pelo lucro, vislumbra hoje a importância de se gerir pessoas; seres ímpares com qualidades e potencialidades, capazes de fazer a diferença.

As pessoas são o objetivo, direto ou indireto, de todos os avanços da humanidade. Se hoje empregamos esforços para o desenvolvimento de novas fontes de energia, renováveis e, principalmente, que consigam manter nosso meio ambiente, é porque o homem está começando a entender que, sem a natureza, nosso destino será a extinção.

Avanços tecnológicos, novos sistemas econômicos, políticas de convívio sociocultural que permitam a interação entre povos completamente diferentes, além da evolução no pensamento religioso. Tudo isto tem como foco as pessoas. Pensar sobre elas, pois, é necessário para entender as coisas que aconteceram no passado e o porque chegam…

Qualidade

Me pediram para escrever sobre qualidade de vida; mas, e aí? A que se resume isto!? Parece-me tão vago pensar em qualidade de vida quando temos um conceito tão restrito sobre o que vem esta a ser! Falemos pois sobre qualidade, indistintamente. Para isto a coloquemos como base, meio e objetivo de tudo o que fazemos com o nosso tempo, porque, afinal de contas, a isto ela se emprega em toda a sua constituição, seja esta qual for.

Empresas, relacionamentos e, porque não, mesmo uma piada precisa ser feita com qualidade. Estamos acostumados a conceituá-la como algo próximo do se fazer certo mas, aqui, a colocarei como algo próximo da perfeição; algo que supere todas as expectativas e seja digno de elogios, suspiros de admiração e glórias diversas!

Excesso? Não mesmo! Reflitamos sobre esta colocação. Quando procuramos algum produto que será consumido, por exemplo um prato gastronômico, desejamos encontrar alguma coisa que encante nossos sentidos. Um camarão degustado à beira mar não é divino a…

Primeiros e primeiras

A vida é feita de momentos, de situações construídas e que geram sensações boas, ruins e até mesmo um misto das duas. Algumas delas marcam, como as primeiras palavras e os primeiros passos. Cenas que se repetem ao longo dos anos e se fazem corriqueiras, de forma que só as notamos com a mesma mágica da primeira vez quando não as podemos ter tão facilmente.

Primeiros e primeiras. Situações, pessoas, conquistas e mais uma infinidade de coisas que aparecem aos nossos sentidos pela primeira vez; sim, ao sentidos. O primeiro perfume, a primeira cor, a sensação de pisar a areia da praia pela primeira vez. Nada é tão bom quanto no início, quando estamos educando nossos sentidos para as novas percepções!

As dores: um ralado no joelho, um dente que cai e vira lembrança, uma perda de um ente querido. Doces lembranças de que também aprendemos na forma de dificuldades. Doces? Sim, mas somente depois que aprendemos a vê-las como aprendizado, o que demanda tempo. Até lá ainda as temos como ruins, mas …

Esperança

Dizem que o brasileiro não desiste nunca, mas será que é por falta de opção? A falta de esperança na melhoria das coisas está grande ultimamente, o que não se restringe à nossa situação social, mas aos sentimentos, relacionamentos, sonhos pessoais, dinheiro e mais uma infinidade de coisas que fazem parte do nosso dia a dia.

Mas e aí? Será que alguém vai sempre precisar nos dizer que algo pode ser melhor? Ou será que algum dia vamos entender o conteúdo de uma das frases da famosa música de Geraldo Vandré, "quem sabe faz a hora, não espera acontecer"? Ter esperança de que algo pode mudar sozinho, sem nenhum esforço, isto sim é utopia; mais do que isto, seria acreditar realmente que apenas o governo pode resolver nossos problemas.

Esperança vem da certeza que precisamos ter em nós mesmos, na nossa capacidade modificadora e realizadora. Ninguém consegue ter esperança se não se sente preparado para mudar o mundo! Sim, mudar o mundo, mas não todo ele. Vivemos no nosso mundinho, como…

Para refletir

Para refletir. Esta letra tem um conteúdo interessante que pode ser associado aos vários obstáculos que encontramos por aí. Vale a pena filtrar as experiências, aprender com elas e levar as coisas boas, edificando-se.

Leve com você - Natiruts

Leve com você
Só o que foi bom
Ódio e rancor
Não dão em nada, nada

Ouço aquele som
Lembro de você
Como acabou
Mas ... não tem nada não
Só guardo o que foi bom no meu coração
O amor é como o sol
Sabe como renascer

Sinto o calor
De mais um verão
Tudo ganhar cor
De nada vai valer lamentar a dor
Nós temos que seguir em frente
A vida não parou
Vai ser dificil esquecer tudo o que passou
Mas são as quedas que ensinam a cultivar o nosso amor

Pensar no nosso futuro
Pensar no nosso futuro
Ser feliz

Não jogue pérolas aos porcos

Experiência é algo que demanda tempo, aprendizado, esforço e dedicação. A experiência nos dá conhecimento e a maturidade para utilizá-lo, criando oportunidades e gerando bons resultados. A maioria dos bons profissionais e também das boas pessoas, levaram tempo para adquirir a base necessária para ter a confiança em suas atitudes, sentimento este que lhes possibilita destacar-se no que fazem.

Assim sendo, não seria de se estranhar que muitos destes não transmitem seus conhecimentos e seu preparo totalmente de graça. Neste caso, entretanto, a gratuidade não está relacionada à compensação financeira, mas a um mínimo de dedicação da parte que se dispõe a receber as informações. Para quem já tentou transmitir conhecimentos, uma das situações mais frustrantes acontece quando se percebe que os espectadores não ligam para o que está sendo passado e não demonstram um mínimo de respeito para com o "palestrante".

A expressão muito usada "não jogue pérolas aos porcos" pode ser c…

Sorte

Não vou direcionar este post para a sorte dos jogos, porque esta é sorte pura mesmo, sendo melhor embasada nas teorias probabilísticas da matemática. Vamos à sorte do cotidiano, mais de acordo com a possibilidade de nosso controle, fruto de nossos esforços. Desta fazem parte duas coisas importantes: preparo e capacidade de decisão.

A sorte, como muitos dizem, nada mais é do que estar preparado para quando as oportunidades nos aparecerem; mais ainda, estas oportunidades acabam sendo conseqüência de nosso preparo prévio. A alguém que permaneça inerte, sem reciclagem de conhecimentos, atitudes e comportamento, torna-se grande a probabilidade de que nada lhe aconteça, pelo menos nada que seja produtivo. Ao contrário, para aqueles que correm atrás de suas metas, não apenas focando o fim, mas os meios de atingí-las, como que mágica, tudo parece lhes ser favorável.

Esta visão é, inclusive, uma interpretação mais realista da comentada "lei de atração", cuja comprovação empírica é, no …

Educação

Educação é um assunto que tem dado mídia, mas que não tem sido tratado com a devida atenção. O que difere o Brasil dos outros países não é apenas o sistema econômico, com dados relativos à inflação, à bolsa de valores, altos e baixos dos valores relativos das moedas. Compare os investimentos e compare as atitudes, quando se trata de comportamento. Compare o amor à pátria e o respeito por ela, em todos os sentidos, e será compreendida a diferença real.

A educação é o caminho para que o Brasil melhore, mas antes é necessário que ela não seja utilizada como moeda de troca; principalmente troca por votos. Educar não pode ser entendido como ensinar letras, porque seria muito limitado e prejudicial, como tem acontecido até agora. Jogar um papel de balinha no chão, por exemplo, é falta de respeito, de educação, de moral, ética e tantas outras coisas que, inexplicavelmente, o brasileiro não faz lá fora, pois parece ter mais respeito pelo paises alheios.

Educar é um processo, que deve, obrigator…

Assistência Social

Em um mundo cheio de desigualdades, é imperativo que se tenha a preocupação das classes mais privilegiadas com as que ainda não dispõem de recursos suficientes para a garantia do básico necessário para a sobrevivência e para a vivência adequada em uma sociedade em plena e constante evolução. Diante disto, cabe a reflexão sobre a atitude correta frente aos problemas existentes, tanto pelas classes mais abastadas quanto pelo próprio governo.

Em um país que sobrevive às custas da politicagem, programas como o polêmico Bolsa Família deturpam a idéia de ajuda social, inserindo-se na velha ótica popular de entregar o peixe sem ensinar ninguém a pescar. Ações como a esmola social e econômica, com o simples intuito de "fazer a minha parte", não trazem benefícios diretos e nem tão pouco indiretos, para uma economia em expansão, necessitada de estímulos dos capitais público e privado.

Estamos inseridos hoje em uma sociedade desprovida de senso crítico em sua quase totalidade, moldada po…