Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2021

Julgamento

 Em diversos momentos na minha vida eu me congelei, por receio do julgamento de outras pessoas. Perceba o que eu disse: eu me congelei. Eu demorei muito tempo para entender isso, entender que quem resolve andar ou ficar parado, voltar ou seguir sou eu. Por mais que alguém me dê uma boa orientação, ou uma orientação equivocada, quem vai dar o passo sou eu. Isso muda tudo. Vez ou outra eu me lembro daquela história do pianista, que, no final do show, recebeu a visita de uma fã, que disse que daria a vida inteira para tocar como ele. A resposta dele, de forma muito natural foi: "pois é, eu dei". O que nos separa das nossas realizações, sejam boas ou ruins, é a nossa capacidade de agir ou não. E o que o julgamento tem a ver com isso? Se somos nós os responsáveis pelo ato, porque o que alguém pensa vai influenciar ou não sobre isso? Pois é. A verdade é que influencia muito mais do que muitas vezes nos damos conta. Não vivemos em uma bolha. Somos animais sociais e, assim sendo, viv

Ansiedade

 Achei curioso nunca ter escrito sobre esse tema. Vi em um vídeo esses dias, sobre ansiedade, um comentário (não me recordo a referência usada pelo locutor) de que 99% das coisas com que nos preocupamos, nunca chegarão a acontecer. Acredito que já tenha feito essa referência, mas até no filme do Kung Fu Panda há uma explicação sobre o presente, passado e futuro: O que é, o que já passou e o que ainda não chegou a ocorrer. Na minha análise, a ansiedade mora no limiar entre onde estamos e onde pensamos que poderemos estar (inclusive considerando os pensamentos). Através da ansiedade, abdicamos de fazer o que precisa ser feito agora, para ficar pensando em como pagaremos as contas, como faremos o almoço, o que comeremos, o que vestiremos, se alguém irá gostar ou não de nós e tantas outras coisas que moram em um futuro que, talvez, e muito provavelmente, nem chegará a se tornar realidade. O motivo para que esse futuro não se converta em realidade é simples: para que o futuro aconteça, prec

A receita para a felicidade

 Para que serve uma receita? Hoje, refletindo sobre o tema, cheguei à conclusão de que é um orientativo para os primeiros passos, quando não se sabe fazer aquilo que estamos nos propondo a fazer pela primeira vez. Talvez seja consultada uma segunda, uma terceira vez, para ver se realmente fizemos a "coisa certa". Mas reflita comigo: o que vem a ser a coisa certa? Suponhamos que você invente de fazer um ovo cozido, para usar uma receita simples (que eu faço quase todos os dias, inclusive). Quais são os ingredientes? Água, ovo, sal. Você também vai precisar, se fizer como eu, de um recipiente para colocar a água, um fogão, uma colher e uma caneca. Então, se fosse eu fazendo, talvez eu escrevesse a seguinte receita: Coloque um pouco de água no fundo da vasilha (o suficiente para cobrir os ovos), e leve ao fogo até a água começar a ferver. Coloque os ovos na vasilha usando a colher, com cuidado para não quebrar os ovos, e deixe aproximadamente por mais quatro minutos e meio. Apag