Foco

E se alguém estivesse falando algo para você, mas você estivesse "em outro planeta"? Isso lhe soa familiar? Eu estava aqui buscando título para esse texto e, inclusive, o assunto para ele, para terminar com a inércia de mais ou menos dez dias sem escritos. Enquanto isso ouvia um vídeo no YouTube, que falava sobre objetivo, sobre manter-se motivado ou algo assim, para conquistar as coisas, acho que com viés financeiro.

Sabe quando você passa a perceber que as palavras entram no ouvido como zumbidos indecifráveis? Me veio então, repentinamente, a ideia de foco. Como é interessante analisar o quanto nos desligamos do mundo quando estamos em busca de algo que nos rouba a atenção. E talvez esse início de pensamento seja algo que possa ser explorado de diversas formas.

Quando comecei esse blog eu queria fugir de algumas coisas e encontrar outras; na verdade eu queria passar o tempo. E o tempo passou, eu deixei ele de lado e depois o reencontrei. Nesse meio tempo achei um canal no YouTube e o fiz maior que o projeto inicial desse blog, e criei outro, que até agora não virou grande coisa.

Outros projetos vieram e estão se desenvolvendo, e em meio a tantas atividades, além da rotina que o mundo cobra, a gente vai se desligando, como fazíamos quando crianças. Assisti há pouco um vídeo sobre desenho, de um artista que parece desenhar a realidade. Até recomendo: Charles Laveso. Procure lá no YouTube que ele tem um canal com muitas coisas legais.

O interessante da sua orientação, me meio a um comentário bem longo em resposta à estagnação de outro artista, é a importância de se curtir o processo de criação. Curiosidade ou não, em outro canal sobre um mochileiro, a ideia é entender que estamos vivos, e curtir o processo. O que seria o foco, nesse cenário?

Eu entendo como eleger algo que, naquele momento, vai lhe dar vida! Quantas vezes e quantos dias se passaram com a sensação de que apenas passaram! Não houve foco, apenas execução mecânica por obrigação, e no final, depois de horas intermináveis que nunca terminavam, o dia acabou ser ter sido vivido! O sentimento de dia jogado martelou na cabeça, gerando aquele questionamento: "Será que estou fazendo a coisa certa?".

Então reflita. Você tem dado foco nas atividades que faz, por menores que sejam? Ah...mas a gente tem que focar em ganhar dinheiro, em relaxar, em....não....qualquer coisa....Quando você lava a louça você curte o momento, focando nele? Ou quebra os pratos aleatoriamente, ao se perceber fazendo algo sem sentido?

Tudo tem sentido, porque comer em pratos limpos é algo que todos nós apreciamos! Você faz exercícios pensando nas contas!? Foque nos exercícios! Você beija pensando nas últimas fofocas da Internet? Foque no seu amor!

A parte ruim dessa recomendação, por assim dizer, é que os seus dias passarão mais rápido! A parte boa, de tudo isso, é que você se sentirá mais pleno, mais dono do seu dia, e perceberá o quanto suas experiências serão mais enriquecedoras!

Aqui estou em mais um texto! Eu esqueci de tudo e foquei nele! Resultados? Quais serão? Não me importa, pois apenas me preocupei em curtir a jornada!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça valer a pena

Para as minhas mães!

Perdoa-te a ti mesmo!