terça-feira, 24 de julho de 2007

Felicidade

O que é felicidade? Cada um de nós encontra-se em um "estágio evolutivo", com suas próprias necessidades e desejos. Se utilizarmos uma das teorias da administração comportamental, desenvolvida por Maslow, que se utiliza de uma pirâmide de necessidades, poderemos estabelecer uma relação das necessidades que já foram sanadas e das que ainda precisam ser trabalhadas, com os objetivos e metas de cada um.

Enquanto alguns buscam comida, outros buscarão status, e assim segue que, por mais que todos tenham seus desejos atendidos, a sabedoria da natureza deixará as coisas em forma harmônica, pois nossos anseios não são iguais, assim como nós mesmos. Diante disto, e diante da nossa ainda limitada visão, temos momentos de felicidade quando são satisfeitas as nossas necessidades; frações limitadas em que nos dizemos felizes, até nos darmos conta de que muitas outras coisas não temos.

Porque não mudar o foco? Apesar da constante "falta" de várias coisas, ainda assim temos muito e podemos lutar por muito. Lutar por sobrevivência é muito menos prazeroso do que se lutar por prazer, principalmente quando não se ve nada à frente, e a maioria de nós não enxerga "um palmo à frente do nariz". O prazer, neste caso, nada mais é do que a representação de coisas de que gostamos: música, jardinagem, ensinar, ajudar os outros, esportes e uma infinidade de outras coisas.

O durante deveria ser o nosso momento de felicidade, enquanto empregamos todos os nossos esforços para a realização do que temos como importante. A grande maioria de nós não se conhece e, consequentemente, não sabe nem do que gosta, e foge à sua vocação natural. Descubra sua vocação, descubra o que te agrada e corra atrás disto, porque, sem falsa demagogia, o dinheiro virá como conseqüência.

E quando a felicidade bater à porta, não tenha medo de ser feliz. Lute, entregue-se, viva com toda a intensidade, porque os momentos não são eternos. Um dia chegará em que teremos que avaliar o quanto e como vivemos e, se nos escondermos em nossos medos de ser feliz, nunca chegaremos a conhecer a verdadeira felicidade.

"Evitar a felicidade com medo de que ela acabe, é o melhor meio de se tornar infeliz." (Albert Einstein)

Nenhum comentário: