Saúde

Devido a um processo cirúrgico recente, e agora um resfriado fora do padrão, parece que o ânimo está meio de recesso. Curioso estarmos em uma época em que a alegria, ou a aparente alegria, paira no ar, mas o fato é que a vontade maior é de ficar quieto.

Já passou por momentos em que parece estarmos fechados para balanço? Quais as conclusões que você tira nesses momentos? Com certeza a primeira constatação é de que é preciso seguir em frente; na sequência vem a análise do que é realmente importante, porque não dá para "abraçar o mundo com as pernas".

É preciso pagar as contas, é preciso cuidar e dar atenção às pessoas à sua volta e é preciso estar em movimento criativo. Mas será que isso tudo acontece se não houver saúde!? A resposta que venho validando dia após dia é muito direta: não!

Saúde é algo que gastamos para conseguir as coisas, como uma moeda de troca. Dormimos pouco para estender as atividades, remuneradas ou não, deixamos às vezes a alimentação de lado em prol de um tempinho à mais, evitamos exercícios porque não sobra tempo na rotina, e por aí vai. Pouco a pouco vamos nos matando aos poucos, tais quais suicidas involuntários, como se não soubéssemos dos efeitos do que fazemos. O fato é que sabemos!

Parece pesado olhar assim? Mas é a verdade: quem gosta de ouví-la? Pois bem, se eu fosse você passaria a não ignorar o que vai à sua volta em você mesmo. Conheço muitas pessoas que foram obrigadas a mudar o estilo de vida porque o médico disse que a outra alternativa era terminar a viagem mais cedo.

Eu sempre achei que tinha o melhor dos estilos de vida, mas o fato é que sempre deixamos alguma coisa para trás, e como o que vale é a carcaça exterior, se ela estiver mais ou menos na frente do espelho, tudo deve estar bem.

As recomendações são as básicas: se alimente bem, durma bem, faça exercícios, tome água. Eu acrescentaria algo que sempre me fez bem. Sorria! Sim, sorria! O sorriso opera milagres, então devemos incluí-lo em tudo o que fazemos.

Sabe o que acontece se você come insatisfeito? Causa indigestão. Sabe o que acontece se você tenta fazer um exercício contra a sua vontade? Acaba fazendo de qualquer jeito e corre o risco de se lesionar. E o sono? Ele faz bem? Experimente ir para a cama contrariado e cheio de preocupações.

Por mais simples que seja o que for fazer, coloque uma pitada de sorriso e de satisfação, pois isso com certeza trará um resultado positivo otimizado e a sua saúde será diretamente afetada, de forma positiva. E a última recomendação, nessa correria do dia a dia: arranje um hobbie.

Só para fechar o último parágrafo, um hobbie, ou traduzindo algo que você faz só para você, por prazer, é uma válvula de escape, que vai te ajudar a encontrar o equilíbrio. E sabe de onde vem a nossa saúde!? Isso mesmo! De encontrarmos o equilíbrio na vida! Seja feliz e tenha saúde!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça valer a pena

Para as minhas mães!

Perdoa-te a ti mesmo!