quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Fortaleza interior

Busque dentro de si mesmo e encontrará toda a força de que precisa! Soa como início de texto ou livro de auto-ajuda mas tem fundo de verdade. Alias, auto-ajuda, deixando de lado o cunho pejorativo do termo, nada mais é do que entender que nós temos as ferramentas necessárias para conseguirmos o que desejamos e, muito ao contrário do que muitos acreditam, sabemos usá-las; apenas não temos a coragem ou o estímulo necessário para tal.

Em várias situações nos surpreendemos a nós mesmos e aos outros. Alcançamos feitos inimagináveis, dos mais simples aos mais complexos, como dar um oi a uma pessoa amada ou inventar a cura para uma doença da humanidade. As barreiras são múltiplas e de intensidades distintas, simplesmente porque não são materiais, mas criadas de acordo com o íntimo de cada um, gerando medos particulares com conseqüências coletivas.

Fortaleza é algo que remete à idéia de uma carapaça, de uma proteção contra os ataques externos, mas não precisa ser assim. No nosso dia a dia, se nos tornarmos inatingíveis, também nos tornaremos inalcançáveis àqueles que poderiam ser nossos aliados na luta cotidiana. É preciso, ao invés de assumirmos o significado primo, entender fortaleza como a capacidade de mantermo-nos fortes, mesmo quando caímos, pois é preciso levantar e continuar a nossa edificação.

O interior por vezes é desconhecido, mas guarda as respostas para nossas dúvidas, nossos questionamentos existenciais sobre nossas reais missões quando aqui. A todos foram dados dons, que devem ser usados de acordo com a potencialidade de cada um, mas potencializados pela certeza de que, usados de forma correta, não trazem benefícios somente pessoais e imediatos, mas propagam-se de forma a permitir que sonhos se realizem.

Tal qual o construtor que idealizou e fez a primeira fortaleza física, precisamos de conhecimento; auto-conhecimento. E é preciso ousar, porque o medo que nos impede de dar o próximo passo, quando controlado, transforma-se em combustível de certeza de que os objetivos podem e serão alcançados, somente dependendo de nós mesmos; da forma como edificamos a nossa fortaleza interior e de como procedemos ao usufruto dela.

Nenhum comentário: