segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Novo ano que se inicia

Mais um ano que se vai, que passa a fazer parte dos conhecimentos e experiências acumuladas que nos dão a sabedoria necessária para a maturidade completa. Mais um ano que virá, e consigo trará as oportunidades necessárias para que consigamos melhorar, crescer, desenvolver todo o potencial que carregamos, para que atinjamos a perfeição a que estamos reservados.

Coisas boas, coisas ruins, situações diversas que aconteceram e que serão vivenciadas, em um processo de constante vivência social, na qual o homem se insere desde o seu nascimento, e através da qual suas ações acabam por ecoar indeterminadamente pelos tempos, com efeitos positivos e negativos sobre todos aqueles que presenciaram nossa passagem.

Anos que vêm, anos que vão, mas serão apenas acúmulo de dias, ou não, cabendo-nos a decisão sobre esta equação complicada, cujo fim já está previsto; cabe-nos a escolha do tempo necessário para que seja determinada a longevidade e a qualidade da nossa caminhada.

Novos dias virão; novos aniversários, experiências, situações diversas que nos trarão maior compreensão sobre tudo e nos farão, inevitavelmente, melhores. O próximo ano, que se inicia amanhã, é um começo e continuação de algo maior, cuja extensão ainda nos foge à nossa parca compreensão.

Desejo-lhes não apenas um feliz ano novo, mas um ano de novas situações, aplicações práticas dos ensinamentos apreendidos até então. Sejamos melhores, e sobretudo sejamos nós, individuais, mas sejamos em conjunto, pois assim fomos concebidos, como integrantes do social, para vivermos como seres sociais, cuidando-nos uns dos outros.

Felicidades!

Nenhum comentário: