quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Passageiros

Diz-se que um jovem uma vez subiu uma montanha para tirar suas dúvidas com um velho sábio que vivia em um casebre em seu topo. Ao entrar na casinha o jovem se admirou com a simplicidade do lugar, que possuía apenas uma cama cujo colchão era de palha, uma mesa, alguns livros e uma estante. Tiradas todas as suas dúvidas, o jovem questionou ao velho sobre o lugar, não entendendo como alguém com tanto conhecimento poderia ter tão poucas coisas.

O velho, em sua tranquilidade, respondeu ao jovem apontando à sua mochila, dizendo-o que ele também possuia somente ela; somente poucas coisas. O jovem então lhe disse que estava somente de passagem, por isto tinha apenas a mochila. E o velho lhe disse: "pois é, eu também".

Assim somos nós: passageiros. O tempo que ficamos aqui pode ser utilizado para várias coisas, sejam elas tirar curiosidades sobre assuntos sem importância, acumular pertences temporários ou realmente compreender as coisas. Entretanto, a exemplo do que dizem os pais sobre os estudos, o conhecimento é algo que ninguém consegue nos tirar, ao contrário das coisas materiais.

Faça então uma experiência, tentando acumular entendimento, compreensão e conhecimento sobre as coisas, ao invés de dinheiro, posses e outras coisas similares. Além disto, acumule amigos, afetos, gratidão sua pela vida e pelas pessoas, além de estimular gratidão delas por você; mas não espere nada em troca, porque pode não vir de imediato. Pode ser que as pessoas a quem você ajuda estejam muito ocupadas acumulando coisas materiais.

Mas um dia todos perceberemos quais sao as coisas realmente importantes, e as coisas que julgávamos passageiras, como o amor, passarão a ser eternas. Quando este dia chegar, espero poder estar entre os sábios no topo da montanha, vivendo na simplicidade e alegria características dos realmente sábios.

Nenhum comentário: