terça-feira, 7 de agosto de 2007

A vida

Falar da vida é algo complexo, porque a percepção dela está ligada ao ambiente, à criação, às esperanças e a várias outras coisas que são proporcionadas pelo meio e, principalmente, pelas experiências de cada um. O conceito e a razão de sua existência são duas coisas mutáveis pelo tempo, porque este trás informações que nos levam a questionar nossa forma de pensar e sentir as coisas.

Alguns a vêem como um caminho para a redenção, situada entre duas alegorias religiosas denominadas céu e inferno. Outros, como uma clausura temporária com desafios necessários a uma evolução certa, mas com tempo indefinido. Mas o que será realmente isto que chamamos de vida e qual a sua função?

A natureza tem processos cuja simplicidade é admirável, mas nem todos eles ainda são claramente conhecidos. Apesar disto, suas reações e ações acabam por nos afetar direta ou indiretamente, mesmo quando estamos ocupados demais para nos darmos conta.

O vermelho só é assim denominado porque alguém o fez um dia, sendo associado à sua cor, porque assim aprendemos. Ainda assim guarda sua individualidade, assim como seu poder de se associar e formar cores novas. Juntando essas duas observações, tem-se que tudo o que nos rodeia nada mais é do que dados que nos foram ensinados e que se transformam em informações, de acordo com o que nos foi passado e com a forma como cada um resolveu refletir e aprender.

A vida é algo tão complexo quanto um pássaro ou uma gota d`água. Cada um a percebe de um jeito, mas ela influencia a todos, formando um interligado de sentimentos, percepções, ações e reações, mas não é esta a parte importante. De que importa o nome de alguém, quando na verdade são as idéias e atitudes que mostram quem a pessoa realmente é?

A vida é algo simples, mas por demais complexo! Assim como todas as outras coisas e nós mesmos, não passa de uma obra de arte em produção, cujos espectadores são também atores principais. O final pode ser feliz, mesmo que pareça triste! Complicado? Não tanto. Porque a morte da lagarta, significa o nascer da borboleta! Tudo só dependerá da forma como você estiver disposto a vê-la. Simples, não?

Nenhum comentário: