quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Flores

A flor representa o belo! Vitória dos esforços do crescimento rumo aos frutos de uma nova, esperança de melhorias que se preparam para surgir. Portadoras de cores por vezes únicas, com aromas específicos, atraem para si o concurso dos portadores da vida. Atraem pela beleza, pela simplicidade, pela essência.

Das flores a inspiração para a moda, para os cosméticos, para os poemas e os poetas e, porque não, para a vida! As flores são a ponta, a porta de entrada para o resto do ser mas, sozinhas, não duram. Beleza empolgante mas, sem sustentação, efêmera. Transforma-se rapidamente em detalhe desconsiderável, se não for inserida em um meio de condições favoráveis que lhe permitam a beleza essêncial.

O ser humano é parecido. Possuímos, de formas distintas, luzes e perfumes únicos, que se multiplicam se estimulados de forma adequada. Imersos nas atitudes erradas, entretanto, murchamos rapidamente, perdendo o encanto, perdendo o perfume e nos tornando apenas uma sombra do que um dia fomos ou poderíamos ter sido.

O exterior tem que ser analisado como uma ferramenta fornecida pela natureza para a polinização. Entenda este processo de fecundação não apenas do ponto de vida sexual, mas de molde para um ser melhor. Possuímos características que precisam de evolução, cuja melhoria pode nos garantir o suporte necessário para que entendamos o real motivo de estarmos aqui e, assim, aproveitar não apenas o temporário, mas garantir um sorriso constante, duradouro e estimulante.

As flores embelezam quando colocadas juntas, com suas individualidades coletivas. Assim somos nós, admiráveis pelo que somos únicos, juntos formando uma coletividade de potencialidades. Somos apenas em grupos, fora dos quais perdemos nossa função. Somos sozinhos por pouco tempo, efêmeros como a beleza de uma rosa fora do seu habitat.

Das flores, utilizemos a inspiração para nossos poemas. Das flores, aprendamos que com o tempo a beleza murcha, mas é possível se preparar para um novo florecer. Das flores, entendamos que o belo aos olhos pode ser mais belo, se visto pelo coração. Sejamos flores de beleza perpétua, garantindo suspiros de admiração, mesmo quando a casca, em sua complexidade, expressar apenas as marcas do desenvolvimento.

Nenhum comentário: